Respondendo uma dúvida de uma seguidora, sobre se o Pamelor, que é antidepressivo, altera o efeito do Anticoncepcional (CONTRACEPTIVO HORMONAL):

   

O Pamelor (nortriptilina) é um antidepressivo tricíclico não inibidor da monoaminoxidase. O mecanismo de melhora do humor por antidepressivos tricíclicos é, no momento, desconhecido. Segundo a literatura científica, ele não corta o efeito do anticoncepcional porque não interfere na absorção ou no mecanismo de ação deste.

Porém, existem outros medicamentos que podem alterar a ação do anticoncepcional, modificando seus efeitos e sua eficácia. São eles:

Antimicrobianos: Alguns antibióticos realmente podem cortar o efeito da pílula no organismo, por estimular a eliminação acelerada de hormônios. Alguns exemplos são a rifampicina e a rifabutina, remédios muito usados para o tratamento de tuberculoso e hanseníase e para a prevenção de meningite.

Anticonvulsivantes como: Fenitoína, fenobarbital, primidona, carbamazepina, Topiramato, Oxcarbazepina …

Antirretrovirais usados no tratamento da aids, como Nelfinavir, Nevirapine, Ritonavir, podem cortar a eficácia dos anticoncepcionais. De qualquer modo, por motivos óbvios, os paciente portadores do HIV não devem ter relações sexuais sem o uso de preservativos, o que de certo modo atenua o risco de gravidez por falha da pílula.

Por outro lado, os contraceptivos esteroides, aumentam a concentração sérica de Benzodiazepínicos (ansiolítico, sedativo/hipnótico e anticonvulsivante) como o Clordiazepóxido, Diazepam, Lorazepam,…

Para finalizarmos, podemos afirmar que felizmente, existem outras classes de anticonvulsivantes que podem ser usadas juntos com os anticoncepcionais orais sem risco de interação. São eles:

– Gabapentina.
– Lamotrigina.
– Levetiracetam.
– Tiagabina.
– Ácido valproico.

Um grande abraço e até o próximo artigo!

Andréa Martins
Farmacêutica